sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Akitem leva susto mas se classifica para a semifinal da 5ª Copa da Macaca 2017


Domingo (12/11), fechando a rodada das quartas de final da 5ª Copa da Macaca 2017, o confronto entre as equipes do Akitem Futebol Clube do jardim Nakamura e NBA (Naldos Bar e Adega Futebol Clube). Quem se classificou para a semifinal da competição foi o Akitem, depois de vencer por 3 a 2 , a bola rolou no CDC Maria Caetano na zona sul de São Paulo.







A equipe do Akitem depois de fazer um primeiro tempo excelente fazendo 2 a 0 em cima do NBA, no segundo tempo teve um apagão. O NBA se recuperou chegou a empatar a partida em 2 a 2. E no fim do jogo, o artilheiro do time do Nakamura, Tinho, resolveu fez o gol da vitória e levando o  Akitem para a semifinal.

Com a bola rolando a equipe do Akitem mostrou força logo no inicio da partida que foi para o ataque e fez o gol com o atacante Tinho, Akitem 1 a 0 NBA.

Ainda no primeiro tempo o Akitem ampliou o marcador num cruzamento, Silas subiu sozinho e cabeceou sem chances para o goleiro, Akitem 2 a 0 NBA.



Já no segundo tempo o Akitem com a vantagem no placar ficou de boa não arriscou muito no ataque. Pelo lado do NBA, estava perdendo mas acordou pro jogo. Foi com ímpeto total para o ataque e conseguiu diminuir na bola parada. Anderson bateu a falta e contou com a sorte, a bola desviou na barreira e encobriu o goleiro Danilo, NBA 1 a 2 Akitem.

Colocando pressão o NBA chegou ao gol de empate, ótima tabela entre Leo e Fagner, que com boa visão de jogo deixou na cara do gol o atacante Juninho. Ele fitou o zagueiro e bateu no cantinho sem chances para Danilo, gol de empate do NBA 2 a 2 Akitem.


E quando todos esperavam o empate, já pensando nas disputa dos pênaltis, o artilheiro do time Tinho tratou se mudar os planos. O goleador recebeu passe na esquerda, cortou para o meio da área fitando zagueiro e bateu no cantinho do fazendo seu segundo gol na partida e o terceiro do Akitem, fechando o contador 3 a 2.




Com a vitória o Akitem vai encarar na semifinal o Brasília do São Luiz por uma vaga na grande final da copa. O Brasília conseguiu a vaga depois de vencer o Maskara/Jd Tupi por 2 a 0 nas quartas de final. A semifinal esta marcada para o dia 26/11, no campo da Macaca (CDC Maria Caetano), horário a confirmar.


Reportagem Eduardo Lima – Fotos: Marcelo Santos Costa

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Existente nas dramáticas cobranças de pênaltis se classifica para a final a 7ª Copa Nove de Julho 2017

Goleiro Gabriel fez a diferença pegou duas cobranças e garantiu o Existente na grande final da competição

No feriadão de (15/11) no cdc Alvorada na zona leste aconteceu a semifinal geral da 7ª Copa Nove de Julho 2017, o confronto foi entre as equipes do Existente Futebol & SAmba da Serra Pelada que se classificou para a grande final nos pênaltis por 4 a 2 após o empate sem gols contra o IDM de Osasco.

" VER MAIS IMAGENS DA PARTIDA AQUI " 
EXISTENTE X IDM OSASCO








Festa nas torcidas as duas equipes levaram um bom publico para assistir a semifinal da competição e quem saiu satisfeito foi a torcida do Existente que viu o goleiro Gabriel se consagrar pegando duas cobranças e levando o time para a final da competição.

Confronto decisivo valendo a vaga na final a equipe do IDM começou melhor a partida com a pose de bola chegando fácil no ataque só não arriscando o chute a gols.

A melhor chance do jogo foi do IDM no ataque pela direita, o cruzamento na medida certa para o atacante Lele subiu com estilo e na hora de cabecear para o gol fechou os olhos e cabeceou para fora perdendo o gol.

Pelo lado do Existente ficou bem na defesa se segurando firme e querendo o contra ataque que não aconteceu, o jogo ficou mesmo zero a zero.


No segundo tempo os times ficaram do mesmo jeito o IDM com a pose de bola, e não arriscando muito no ataque, já o Existente reforçou a marcação no meio campo, e um paredão na frente do gol do goleiro Gabriel não deixando a bola chegar.

Com a partida empatada em zero a zero não teve como fugir das dramáticas cobranças de pênaltis, o goleiro Gabriel fez a diferença pegou duas cobrança e levou seu time o Existente para mais uma final.

Na grande final o Existente vai encarar o Favela do Heliópolis, A data, hora e campo da grande final ainda vai ser confirmada pelo  organização da Copa Nove de Julho.




Reportagem Eduardo Lima - 


quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Lagoinha vence Favela e garante vaga entre os quatro melhores da Copa Martins Neto Esportes


Com dois gols do atacante Tchê Tchê time da Vila Maria vence o Favela da Vila Guacuri e avança à semifinal da Copa Martins Neto Esporte.


Em um jogo bastante tenso dentro e fora de campo, Lagoinha da Vila Maria e Favela da Vila Guacuri se enfrentaram na tarde do ultimo domingo no campo do Benfica na zona norte da capital.  A partida valia uma vaga na semifinal da competição.



O jogo começou bastante disputado, com chegadas mais fortes e as duas equipes procurando o gol, o time da zona sul entrou em campo sem seu principal zagueiro, Da Silva.

Gol

O Lagoinha abriu o placar com um gol do camisa 11 Tchê Tchê (o cara do jogo), ele recebeu lançamento, a zaga do Favela parou pedindo impedimento, o assistente mandou seguir e o atacante fuzilou de esquerda 1 a 0 Lagoinha.




Com o gol no inicio da partida, o time da Vila Guacuri sentiu o baque, quando começou a se recuperar do baque sofreu o segundo gol, Mosquito aproveitou falha da zaga do Favela e sozinho tocou na saída do goleiro. Lagoinha 2 a 0.




Paralisação

Momento de muita preocupação e tensão na partida, o goleiro Dida do time da zona norte, saiu do gol em bola alçada na área, trombou com um jogador do Favela e caiu de mal jeito desacordado. O jogo ficou parado por cerca de uma hora até a chegada do Resgate para levar o goleiro até o hospital (vale ressaltar, que foi solicitado socorro para o SAMU, mas após 45 minutos de espera e nada, ligaram para o resgate que em 12 minutos chegou).


Após o susto e paralisação a partida voltou, com o Favela tentando diminuir o placar, mas sem criar grandes chances de gol.

Como o goleiro reserva estava sem RG/CNH, um jogador de linha foi para o gol e deu conta do recado.

Etapa final

O segundo tempo começou com o time da zona sul tentando o primeiro gol e o Lagoinha “cozinhando” a partida, tocando a bola e saindo em rápidos contra ataques. O Favela tentava bolas alçadas na área, mas sem sucesso.

A equipe também pouco testou o jogador de linha/goleiro do time da zona norte, e um único chute de bola parada o goleirão espalmou e na sobra a zaga pôs para escanteio.

Com o placar adverso, o time da Vila Guacuri partia para o ataque e deixava a zaga desprotegida, em um contra ataque do time da Vila Maria, Tchê Tchê sofreu falta na entrada da área, o próprio camisa 11 cobrou, o goleiro deu rebote e Mosquito mandou na trave.

Pintura de gol

Em um novo contra ataque o craque do jogo Tchê tchê, recebeu na esquerda pedalou para cima dos dois marcadores, cortou o primeiro, deu um corte/elástico no segundo e tocou no canto direito do goleirão que nada pode fazer. Lagoinha 3 a 0 Favela da Vila Guacuri, dando números finais ao jogo. 


Agora o time da zona norte disputa uma vaga na grande final contra o Vila Izabel de Osasco. E ai quem leva a melhor? Zona norte ou zona oeste? O desafio está lançado.




Reportagem : Cléber Cunha

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Milianos bate por 1 a 0 o Ipanema e vai para a semifinal da 4ª Copa Martins Neto Esportes 2017

Com gol de cabeça do atacante Peba Milianos vai a semifinal da competição

Domingo (12/11) valendo pelas quartas de final da 4ª Copa Martins Neto Esportes 2017, o confronto foi entre as equipes do ADC Milianos do Jardim Rosana que se classificou para a semifinal da competição após bater pelo placar de 1 a 0 o GRU Ipanema do Jaraguá, a bola rolou no CDC Décio da Silva na zona sul de São Paulo.


Jogo decisivo valendo vaga na semifinal da competição Milianos e Ipanema duelaram numa partida bem fechada no primeiro tempo ninguém querendo arriscar, ficaram na defesa se protegendo de tomar o gol e esperaram o contra-ataque que não veio, o jogo ficou mesmo zero a zero.

Já no segundo tempo logo de cara numa boa jogada pela direita Paraíba tocou para o meio campista Antônio Carlos cruzou na medida certa para o atacante Peba que subiu sozinho e cabeceou no contra pé do goleiro Dicão que só teve como olhar vendo a bola morrer no fundo da rede gol do Milianos 1 a 0 Ipanema.


Outra boa jogada do Milianos foi pela direita na cobrança de falta de Paraíba que bateu e Marcelinho subiu alto e cabeceou a queima roupa o goleiro Dicão fez linda defesa evitando o gol, no rebote Fafy pegou e cruzou a zaga atenta afastou o perigo.

Com o susto o Ipanema se lançou para o ataque e foi uma sucessão de vezes que chegava na cara do gol só não conseguia acertar o pé os chutes foram todos para fora, o goleiro Diego não fez uma defesa no jogo inteiro.


Com a vitória o Milianos foi a semifinal da competição e completou uma serie de 56 partidas invictas, já o GRU Ipanema do Jaraguá da adeus a 4ª Edição da Copa Martins Neto Esportes.






Reportagem Eduardo Lima.



De forma invicta a equipe do Real Campestre é a campeã da 1ª Copa da Paz Feminino 2017

Na grande decisão valendo o titulo de campeão da 1ª Edição da Copa da Paz Feminino 2017, deu Real Campestre. A copa teve como patrocinador oficial a empresa Uniex, uma das marcas de produtos esportivos lideres no futebol amador. A taça veio para o Real após bater por 1 a 0 o Corinthians FC de Santo André, a partida aconteceu na Arena Palmeirinha do Paraisópolis.



Time do Real Campestre chegou para decisão de forma invicta e com uma campanha perfeita tinha a melhor goleira Ioiô menos vazada, a artilheira Baratinha com nove gols, um time de respeito.

Os times vinham de boas campanhas, o Real Campestre em sete jogos conseguiu seis vitorias e um empate. Já o Corinthians em sete jogos, somou quatro vitorias, duas derrotas e um empate.



O jogo

Logo aos três minutos do primeiro tempo, saiu o gol para o time do Real Campestre. A artilheira Baratinha recebeu passe na direita e fez grande jogada individual, foi na linha de fundo, cruzou na medida certa para a meio campista Taty. Ela bateu de primeira e a bola foi no cantinho, longe do alcance da goleira Yasmim, gol do Real Campestre 1 a 0 no Corinthians.


Com o gol tomado de maneira precoce a equipe do Corinthians teve que se arrumar em campo e começou a correr atrás do resultado. E as melhores chances do time de Santo André foram nas cobranças de escanteio e nas faltas. Porém a defesa do Real Campestre estava bem postada e afastou todas as bolas de perto  da goleira Ioiô.

E nos contra-ataques o Real Campestre sempre chegava com perigo, e quase ampliou o marcador com a atacante Baratinha. Ela recebeu lançamento na esquerda e soltou a bomba, chute no meio do gol que a goleira Yasmim bem colocada fez a defesa.

Outra boa jogada do Real Campestre foi pela esquerda com a atacante Kimberly que saiu sozinha e chutou cruzado. O perigoso chute rasteiro só não passou pela goleira Yasmim que se esticou toda e espalmou para escanteio evitando o gol.



Esse foi o primeiro tempo de jogo em que o Real Campestre fez o gol logo de cara e teve outras chances de ampliar o marcador mas parou nas belas defesas da goleira Yasmim.

E pelo lado do Corinthians, o time teve que se posicionar e a melhor chance foi na cobrança de escanteio que a goleira Ioiô soltou a bola e a lateral direita Vitoria não conseguiu arrematar ao gol.

No segundo tempo o Corinthians voltou com outra postura e logo no inicio do jogo teve uma boa oportunidade. Na cobrança de falta a atacante Cassia chutou, a bola pingou na frente da goleira Ioiô que fez a defesa.


Em outra chance do Corinthians a atacante Cassia saiu , não acreditou na jogada e desperdiçou chutando para fora.

Jogando contra o relógio a equipe do Corinthians fez pressão no fim do jogo, mas não conseguiu passar pela boa marcação do Real Campestre. A equipe se segurou na defesa e deixou o tempo passar só esperando o apito final da arbitragem pra gritar é campeã.


E foi assim, o Real Campestre conquistou a vitória por 1 a 0 e se consagrou campeão da 1ª Copa da Paz de Futebol Feminino. O Corinthians de Santo André ficou com o vice campeonato.

Na cerimonia de premiação grande parte dos troféus ficaram mesmo para o time do Real Campestre. A goleira menos vazada foi a Ioiô, a artilheira da competição foi a Baratinha (com nove gols) e o melhor técnico ficou para o André.


O empoderamento feminino já é algo real e no futebol, apesar do caminho muitas vezes ser estreito, existem algumas iniciativas louváveis. Como foi essa Copa da Paz de Futebol Feminino 2017. O blog Futebol da Quebrada sempre apoiará esses campeonatos, pela igualdade no futebol, independente de gênero.







Ficha Técnica

Local: Arena Palmeirinha do Paraisópolis – Zona Sul – SP
Data: 11/11/2017
Arbitro: Walmir
Assistente 1: Luiz Alberto
Assistente 2: Silvio Felismino
Gol: Taty (Real Campestre)

Real Campestre: 1- Ioiô; 20- Jé, 3- Ana Sampaio, 4- Maria, 5- Aline, 6- Larissa, 8- Nini, 7- Mel, 17- Kimberly, 10- Taty e 11- Baratinha - Suplentes: 18- Edna, 9- Eloa, 13- Ester, Jo, Mary, Bia, Karol, Gaby, Litrão, Jack, Tininha, Aryadina, Dane, Adriana e Laura – Técnico: André

Corinthians FC de Santo André: 1- Yasmim; (12- Daniela), 2- Vitoria, 13- Thamires, 4- Keke, 6- Tita, 5- Regiane, 7- Jack, 8- Bianca, 19- Grazi, 9- Maria e 11- Cassia – Suplentes: 12- Daniela; 10- Stefani. 17- Thalita, 15- Bia, 16- Mendes, 14- Juliana, 20- Greicy – Técnico: Marcelinho

Reportagem: Eduardo Lima – Edição: Marcelo Santos Costa 

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Gol duvidoso e jogo dramático na Copa Jd. Mirna

Ponte Preta/Jd. Mirna passou a semi final da 4ª copa Ildeo Ribeiro "CDC Jd. Mirna' com vitória nas penalidades


S.E. Ponte Preta Jd. Mirna empatou com o  Kfetões/ ZR Grajaú no tempo normal 1 a 1 com gol duvidoso em que a bola bateu no travessão e na linha, o bandeirinha validou o gol. Ele que estava perto do lance pôde ver se entrou ou não entrou a bola. 


Neste domingo foi de futebol várzea decisivo nas quartas de final da 4ª copa Ildeo Ribeiro. A Ponte Preta/Jd. Mirna empatou nos minutos finais em 1 a 1 com  E.C Kfetões/Grajaú SP com gol duvidoso de poucas provas em que o assistente aprovou o gol que gerou dúvida com reclamações e só quem estava perto do lance pode analisar. Lance que nossa reportagem não conseguiu gravar devido ter sido jogada de escanteio, lance rápido para movimento de câmara.


 Ponte Preta/Jd. Mirna (branco) E.C Kfetões/Grajaú SP(vermelho) em lance de bola

A equipe do Kfetões/ ZR Grajaú se sentiu prejudicado por não ter provas do gol sofrido de empate.
Foi um grande  duelo que já era esperado um jogo quente difícil para a arbitragem por se tratar de um grande clássico com as equipes em alta jogando um bom futebol e apontados como favoritos ao campeonato  no campo C.D.C  Jd. Mirna "Ildeo Ribeiro em Jd. Mirna na região Varginha, zona sul SP. Nesta bela competição de 32 equipes organizada por Leandro Almeida e comissão.

Tudo começou com proposito de um jogo emocionante, eletrizante e foi o que aconteceu com mais um tempero de  momentos tensos, mas o arbitro controlou a partida diante de duas boas equipes que suaram em campo mostrando garra, motivação, técnicas e habilidades num jogo equilibrado que parecia ser uma final com a emoção passando para a torcida ansiosa querendo ver a vitória da sua equipe. A torcedora do Kfetões Greice Kelly ficou ansiosa pra saber se foi gol legítimo ou não no empate da Ponte do tempo normal 1 a 1, mas a nossa câmara não gravou o lance no que descobrimos só na nossa edição.


E.C Kfetões ZR Grajaú nas quartas de final da copa Jardim Mirna "Ildeo  Ribeiro" 2017
Lances da partida: Primeiro tempo bem movimentado de muita intensidade de ataque lá e cá com as equipes procurando espaço nos campos de ataque sendo desmarcados pelos defensores que davam sinal que iam sofrer contra golpes perigosos e que as redes iam balançar.

Até os 20 minutos do primeiro tempo três oportunidades pra cada lado com o Kfetões tomando iniciativa primeiro ha dois minutos Vinicius e Cristian chegaram juntos pra aproveitar o lançamento e não alcançaram a bola que foi pra linha de fundo. A resposta da Ponte Preta foi rápida em contra ataque Gu chegou chutando uma pedrada perto da trave canto esquerdo do goleiro.

Outra boa chance do Kfetões foi com Cristian em jogada  pela esquerda em chute cruzado com pouca força fácil para o goleiro Ronaldo defender. Em jogo bom a resposta é rápida e a Ponte cobrou falta com barreira com perigo Robert chutou no alto e de cabeça Gu mandou no canto esquerdo do goleiro Macaco Loko que fez uma defesa brilhante espalmando pra escanteio.


S.E Ponte Preta no campo CDC Jardim Mirna "Ildeo  Ribeiro" 2017

No segundo tempo o jogo ganhou emoção com as equipes tentando fazer o gol de todas as maneiras. A Ponte Preta teve bela chance mas a bola beijou a trave em cruzamento Tanque desviou na trave aos 12 minutos. Aos 25 minutos o jogo ficou eletrizante com cheiro de gols e o Kfetões chegou com perigo em jogada de ataque rápido Calvério chegou na frente do goleiro Ronaldo que foi mais esperto e fez a defesa. Cinco minutos depois a rede balançou em outra jogada rápida o ataque Kfetões chegou com perigo, no rebote Cristian colocou no fundo barbante e fez; 1 a 0. Mas em jogo grande não tem nada perdido e a Ponte Preta foi pra cima em busca do empate e conseguiu depois de duas tentativas em cobrança de escanteio Dyeguinho aproveitou e chutou forte, a bola explodiu no travessão e caiu no chão dentro do gol  e voltou, segundo o assistente; 1 a 1 empatada a partida em um gol que ficou dúvida porque só quem estava perto do lance poderia saber se foi gol ou não, mas o lance foi muito rápido, no momento o assistente da arbitragem confirmou o gol, muito questionado. E  que terminou nas dramáticas penalidades alternadas.
Uniformes Ponte Preta/Jd. Mirna (branco) E.C Kfetões/Grajaú SP(vermelho) em lance de bola

Cobranças de penalidades da Ponte Preta: Tanque, Leozinho,Ronaldo,Fábio Loko, converteram; Guilherme, Gu perderam
Cobranças do Kfetões: Calvério, Tejo, Danilo converteram; Fábio, Maike, Igor perderam.
A Ponte comemorou muito sua passagem a semi final e ainda teve o melhor jogador da partida o goleiro Ronaldo um gigante nas penalidades. Depois de alguns anos volta a elite do futebol varzeano com uma boa equipe aumentando seu histórico de uma das equipes mais conhecidas da região Varginha com passagem por grandes campeonatos da Cidade como copa Kaiser, entre outros.
       
VEJA ALGUNS DOS GOLS DA PARTIDA 
E OS DEMAIS NÃO FORAM GRAVADOS POR QUE A BATERIA DA CÂMARA DESCARREGOU

                                      

Já a equipe do Kfetões ´foi uma equipe Guerreira nesta copa Mirna jogando um bom futebol com uma boa equipe bem qualificada pronta pra ganhar campeonatos, que vai brilhar muito mais nas competições varzeanas da capital paulista. Foi campeão ano passado 2016 da copa Cheba e este ano cresceu de produção jogando bom futebol.


Ficha técnica:
Campo: CDC Jardim Mirna (Ildeo  Ribeiro) - Varginha Zona sul SP.
Data/hora: 13/ 11/11:55
Arbitro: Luiz Carlos
Assistente l: Ezequiel
Assistente ll: Nino
Gols:Cristian (Kfetões), Dyeguinho (Ponte Preta)
Comissão Organizadora: Leandro Almeida e Jair Kink Sport
Mesários: Patricia e William

S.E. Ponte Preta Jd. Mirna:Banco de reservas: 1-Ronaldo, 2-Diogo, 8- Leo, 22- Beto, 6-Dyego, 19- Gu,5- Robert, 15- Adonias, 10- Guilherme, 21 Edson, 9- Tanque- Banco de reservas: 11-Lelo, Guilherme, Carioca, Leozinho, Victor, Dú, Fabinho, Kaué-Técnico:Totty -Auxiliar técnico: Toiola

E.C Kfetões/Grajaú SP:1- Macaco Loko, 4- Zebrão, 5- Xande, 6- Calvere, 7- Cristian, 15- Igor, 10- Vinicius, 9- Guri, 20- Fábio, 19- Calvério, 3- Tejo, 11-Maike- Banco de reservas:2-Leandro, 13- Di Maria, 14- Elias, 16- Cleber, 21- Danilo, 18- Daniel -Técnico:Valério -Auxiliar técnico: Anderson, Clayton
Reportagem: Sebastião Vieira

Emoção até o final e classificação do São Lourenço

Empate com o jogo praticamente terminando e penais pra decidir vaga


Domingo (13/11) a bola rolou no sintético para as quartas de final da 5ª Copa da Macaca 2017. No CDC Maria Caetano empate em 1 a 1 no tempo normal e o São Lourenço/Jd Ângela venceu nos pênaltis por 4 a 2 o Unidos do Jardim Lídia.

O São Lourenço é o atual vice campeão da competição e tem o respeito da galera local. E o Unidos do Lídia veio com uma linda camisa branca com uma faixa vermelha transversal, como um River Plate periférico e estava na luta também.





O jogo era de mata mata e começou num bom ritmo, apesar das chances reais de gol terem sido poucas. Estava equilibrado, o S. Lourenço tentando chegar ao ataque e o Lídia esperando um pouco mais em seu campo para contra atacar.

Primeiro chute perigoso foi aos 16 minutos com Cesar do Jd Lídia, a bola caiu na canhota, já dentro da área ele hesitou pra chutar e quando tentou, o goleiro Jal deu bote em cima. Depois aos 19’ o centroavante Cortez pegou na frente e teve a chance mas chutou pra fora.

Aos 25’ o São Lourenço abriu o placar, Matheus tocou rasteiro para o atacante Tonho dentro da área, ele já dominou e chutou, bola no cantinho rasteirinha, 1 a 0. O time se empolgou e melhorou, teve duas chances no cinco minutos finais, uma com Jó e outra com Tonho, ambas os chutes foram defendidos pelo goleiro Ney.

No segundo tempo o São Lourenço voltou com uma linha mais defensiva e um meio campo mais fechado, o técnico Feijão havia sido expulso e o auxiliar Gilson era quem comandava a equipe.



O Lídia ao contrário avançou o time, mas parava na forte marcação adversária liderada pelo xerife Rafa.

Aos 14’ do segundo tempo o Unidos teve uma falta para cobrar, Anú cobrou e Jal desviou com a ponta dos dedos e a bola explodiu no travessão. Com o avanço, o time do Lídia ficou exposto aos contra ataques do adversário.

O S.Lourenço teve boas chances para matar a partida, aos 17’ Tonho saiu na corrida cara a cara e dividiu a bola com o zagueiro Tonico, a bola sobrou limpa para Jó, mas mesmo com o goleiro caído, ele jogou por cima.

Depois o jogo ficou feio durante uns dez minutos, truncado, com chutões das defesas e erros dos atacantes. Mas aos 28’ outra chance pro S. Lourenço, parecia replay, Tonho avançou pela direita, tocou cruzado para a grande área, quem vinha acompanhando era Jó, que chutou em cima do arqueiro.




Aos 33’ minutos o goleiro Ney saiu da área e deu um carrinho por trás em Tonho e foi expulso, o time do Unidos do Jd Lídia estava sem goleiro no banco e o zagueiro Saulo ocupou a posição. O juiz Cadu, deu seis minutos de acréscimos, nesse interim o capitão e zagueiro Rafa do São Lourenço foi expulso.

No banco do Lídia o técnico Aylton e o auxiliar Farias já demonstravam certa tristeza, porém tudo deu uma reviravolta.

O S. Lourenço com o jogo praticamente ganho cedeu o empate ao Jd. Lidia aos 38’, cruzamento fechado de Cortez e Cadu desliza para o gol, 1 a 1.

Daí restaram as cobranças de pênaltis, pelo São Lourenço, Junior Baiano abriu as cobranças perdendo, mas Rude, Sé, Tonho e Artur fizeram. Pelo Jd. Lídia Anú abriu fazendo o gol, Cortez  e Cesar perderam e Saulo fechou marcando. Contagem final 4 a 2 e classificação para a semifinal do São Lourenço. O time agora enfrenta o Filhos da Terra, reeditando a final de 2016 onde perderam o título para o rival por 5 a 3 nos pênaltis. A data será dia 26/11, o campo o mesmo, mas o horário ainda será confirmado pela organização.






Ficha Técnica


Local: CDC Maria Caetano (Campo da Macaca)– Pq Novo Santo Amaro - São Paulo
Data/Hora: 12/11/2017 - 11h00
Arbitragem: Cadu
Assistente 1: Pedro Roberto
Assistente 2: Hebert
Mesário: Jair
Gols: Tonho (São Lourenço) e Cadu (Unidos Jd Lídia)

Esporte Clube São Lourenço/Jd. Ângela: 1-Jal; 4- Rafa, 3-Jr Baiano, 20-Elivelton (15-Cesar Augusto), 5-Artur, 2-Matheus, 7-Sé, 8-Rude, 9-Tonho, 10-Pê e 11-Jó (18-Juninho)  – Suplentes: 17-Jal, 21-Dino, 6-Tiquinho,14-Edmilson Negão, 25-Gilberto,19-Nilo -  Técnico: Feijão – Auxiliar: Gilson

Unidos Futebol Clube/Jardim Lídia: 1-Ney; 2-Nego, 3-Tonico,4-Saulo,6-Fernando,15-Bei,8-Totó (21-Cadu),19-Luiz (10-Anú),20-Dick (14-Gleyson), 9-Cortez e 11-Cesar  Suplentes: 17-Danilo,  – Técnico: Aylton – Auxiliar: Farias

Reportagem: Marcelo Santos Costa - Fotos: Eduardo Lima